domingo, janeiro 19, 2020

O que torna a vida 'boa'?

"O que torna a vida 'boa' não é um conjunto particular de circunstâncias, mas a forma como o coração interage com elas."

Timothy Keller

sexta-feira, janeiro 17, 2020

Ser mais agradecido

"Tu que me deste tanto,
Dá-me uma coisa mais, um coração agradecido.
"

George Herbert
(Poeta britânico do século XVII)

segunda-feira, janeiro 13, 2020

Abraçar a fé em Deus

Comecei ontem uma série de mensagens em Habacuque. Pouco se conhece deste profeta. O seu nome em hebraico talvez signifique “abraço”, ou “aquele que abraça". O profeta ouviu a Deus pela fé, foi abraçado e abraçou. Nós também precisamos abraçar, com todas as nossas forças e entendimento, a fé em Deus. Abraçar os outros.

Fala-se em Habacuque sobre a providência divina – a grande sabedoria com que Deus tece e conduz todas as coisas. A maravilhosa e misteriosa intervenção divina na história do mundo e na nossa história. Percebe-se a intimidade que deve existir na oração. O profeta dialoga com Deus, porque a oração mais do que fazer uma reza mecânica, é uma conversa. Habacuque clama, lamenta, expõe as suas dúvidas, escuta.

“Até quando, Senhor?” (Hc 1:2) “Porque é que o poderoso Deus não intervém diante de tanta maldade?” Parece que Habacuque se junta a Jó e aos salmistas e interroga-se sobre a existência do mal e da maldade. Discute-se em Habacuque a Teodiceia antes de Leibniz a ter "inventado".

O livro começa com lamento e questionamentos, mas termina com fé e alegria. Diante da ruindade humana, mesmo na escassez e sofrimento, o profeta aprendeu a confiar no Senhor. Por muito que nos custe aceitar, há propósito no sofrimento. Tim Keller escreveu que “Quando a dor e o sofrimento nos atingem, finalmente compreendemos que não temos controlo sobre as nossas vidas, nem nunca tivemos.”

Mesmo quando as coisas não correm conforme queremos, é melhor crer e confiar no soberano Deus do que nas nossas dúvidas ou lamurias. "O justo, pela sua fé, viverá" (Hc 2:4). O Senhor tudo sabe e tudo pode.

quarta-feira, janeiro 08, 2020

7 Pensamentos sobre Unidade

"Para que todos sejam um, como tu, ó Pai, o és em mim, e eu em ti; que também eles sejam um em nós, para que o mundo creia que tu me enviaste." João 17:21


Sete pensamentos sobre a unidade pela qual Jesus orou, na sua oração chamada de sacerdotal, narrada no Evangelho de João 17:20-26:

1. A unidade cristã está vinculada a Cristo, transcende opiniões, consensos e sentimentos humanos.

2. Só na medida em que estamos e permanecemos em Cristo é que a unidade se aperfeiçoa.

3. Não é denominacional, nem ecuménica; ultrapassa interpretações particulares mas firma-se na mesma fé e doutrina.

4. A unidade é muito mais um sintoma do que um objectivo a perseguir; é a prova da presença gloriosa de Deus em nós.

5. Esta unidade reforça-se pela caminhada conjunta, pela oração, comunhão e serviço cristão.

6. A unidade cristã testemunha ao mundo do amor e da graça que há na unidade divina.

7. É uma unidade que reflecte a glória de Deus e aponta para ela.

domingo, janeiro 05, 2020

Quem ama não é egoísta

"O fruto do Espírito é amor. Porquê? Porque somente o amor pode expulsar o nosso egoísmo."

Andrew Murray

segunda-feira, dezembro 23, 2019

Jesus veio para reinar em nós

"Disse-lhe, pois, Pilatos: Logo tu és rei? Jesus respondeu: Tu dizes que eu sou rei. Eu para isso nasci e para isso vim ao mundo, a fim de dar testemunho da verdade. Todo aquele que é da verdade ouve a minha voz." (João 18:37)

Este versículo é um excerto do julgamento de Jesus Cristo perante Pilatos. Jesus afirmou ali, de modo peremptório, que nasceu e veio a este mundo para ser Rei. Vários profetas predisseram a Sua vinda muitos anos antes dele nascer. Anjos, magos do Oriente, pastores, o povo à entrada de Jerusalém e tantos outros, testemunharam que Jesus era de facto O Rei.

O reino de Jesus não é um reino político, nem nacionalista, nem religioso. O reinado de Jesus é espiritual e estabelece-se no coração. O Seu domínio tem alcance pessoal mas é transversal aos outros, porque a graça de Deus, o seu perdão, amor e paz, a todos afecta. É um reino do “outro mundo”, porque projecta-se na eternidade e vai além do que se vê, toca ou sente.

Ao contrário dos reinos deste mundo, onde a mentira, a falsidade e as farsas prevalecem, no reino de Jesus impera a verdade, porque Jesus é a personificação da verdade. Ele afirmou soberanamente: “Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida. Ninguém vem ao Pai senão por mim.” (João 14:6).

O Natal Feliz é um coração dominado pelo Rei Jesus. Ele veio para reinar e conquistar o nosso coração. Entrega-te hoje a Ele.

domingo, dezembro 15, 2019

Jesus Cristo veio buscar-nos

"O Filho de Deus veio buscar-nos onde estamos, para que nos pudesse levar para estar com Ele onde Ele está."

J. I. Packer