terça-feira, agosto 04, 2015

Sinceramente errado

Se há coisa que se valoriza hoje é a sinceridade. A franqueza para se dizer tudo que se pensa é um dos pináculos do pensamento moderno. Será a sinceridade prova de acerto e verdade? Não me parece. Martin Lloyd-Jones, no seu excelente livro "Sincero, mas errado", escreveu que é possível uma pessoa estar sinceramente errada e genuinamente errada.

Obviamente que a sinceridade é importante, mas ela não comprova que uma pessoa está certa. Como bem o refere Ryle, nas suas Meditações no Evangelho de João: "Nem toda a sinceridade é de confiança". Por exemplo nas coisas espirituais: existem pessoas que pensam estar a servir a Deus de uma forma sincera e zelosa, mas na realidade estão a lutar contra a própria verdade que dizem defender e seguir. Saulo de Tarso é paradigmático nisto. Ele perseguia e matava os primeiros cristãos, pensando estar a fazer um bom serviço para Deus. Mais tarde, este mesmo Saulo, já transformado pela graça de Deus, diria que o zelo pela obra de Deus sem entendimento é inútil (Rm 10:2). Uma sinceridade desprovida de orientação amorosa causa sempre grandes males. O zelo e a sinceridade são coisas boas, mas devem ser motivadas com o discernimento do Espírito Santo e objectivadas para a glória divina.

quarta-feira, julho 22, 2015

"Love Is Why We Are Here!"

Um dia destes vi uma T-shirt com os seguintes dizeres: "Love Is Why We Are Here!" Não me saiu mais da cabeça. Há uma grande razão para existirmos e vivermos: o amor. Quem sabe que é amado, ama. Quem ama, sabe porque vive. Em tradução livre para português:
"O Amor é a razão porque estamos aqui".

sexta-feira, julho 17, 2015

Parabéns "Doutora" Rute!

Já passava largamente da meia-noite. Exausto, subi a escada para me deitar, quando de repente, a minha filha mais velha irrompeu aos saltos a gritar "Sou licenciada! Sou licenciada! Passei a tudo!" Saltei com ela (passou-me logo o cansaço!), dei-lhe um forte abraço e muitos beijinhos. Testemunhei que não foi nada fácil completar este difícil curso. Acabar nove cadeiras num só semestre foi uma grande proeza. Tenho a certeza que Deus recompensa sempre quem se esforça e trabalha. Embora muitos pintem o quadro negro, sabemos que melhor está por vir! Que esta vitória sirva para a glória de Deus! Parabéns 'Doutora' Rute!

domingo, julho 12, 2015

Fruto amoroso

"Não foram vocês quem me escolheram, mas eu vos escolhi a vocês e vos nomeei para irem e produzirem fruto, e fruto que perdure, de modo que o Pai vos dê tudo o que lhe pedirem em meu nome. É pois isto o que vos mando, que se amem uns aos outros."

Jesus Cristo, Bíblia Sagrada, versão "O Livro" (Living Bible), João 15:16,17.

terça-feira, julho 07, 2015

Dos referendos gregos

Sugiro que se faça um referendo europeu a perguntar a todos os cidadãos se aceitam que a Grécia não pague as suas dívidas e que sejamos nós a pagá-las. Oxi???

domingo, julho 05, 2015

Onde podemos encontrar o Jesus autêntico?

«Temos de nos livrar dos nossos "Cristos" insignificantes, fracos e pigmeus. Precisamos de nos afastar dos "Cristos" palhaços e estrelas de música. Também temos de rejeitar os Messias políticos e revolucionários. Eles não passam de caricaturas. [...] Afinal, onde podemos encontrar o Jesus autêntico? Ele deve ser encontrado na Bíblia - o livro que pode ser descrito como o retrato que o Pai fez do Filho, pintado pelo Espírito Santo. A Bíblia está cheia de Cristo. Como Ele próprio diz: "As próprias Escrituras falam de mim" (João 5:39)».

In: John Stott. O Discípulo Radical. Lisboa: Logos Edições, 2014, p. 41.

sábado, julho 04, 2015

Ondas que enrijecem o coração

Para acalmar as fervuras dos tempos, tomei hoje o primeiro banho salgado do verão em rijas águas de uma praia nortenha. As ondas que nos tombam, riem-se de nós, conhecem bem a nossa fragilidade. Porém, talvez não o saibam, trazem-nos também a força e o sal que nos enrijece as pernas, os lombos e o coração. Vale mais mergulhar nas águas frias e zombeteiras do mar do que ressequir ao sol com um gélido e temeroso coração.

terça-feira, junho 30, 2015

Maturar

Calar
Falar
Ouvir
Esperar
Recusar

Calar
quando dá vontade explosiva de berrar.

Falar
quando apetecer desistir de comunicar.

Ouvir
aqueles que pouco querem ouvir falar.

Esperar
mesmo que já ninguém queira sentar.

Recusar
beber o fel que tantos querem espalhar.

Maturar. Maturar. Maturar.


Jorge Oliveira