segunda-feira, agosto 22, 2016

Posso fazer tudo, mas não quero


Posso ler e escrever tudo, mas nem todas as palavras são adequadas. Posso falar o que me apetece, mas nem todas as conversas são edificantes. Posso comer e beber de tudo, mas tenho limites no que como e bebo. Posso ver e publicar todas as fotografias e vídeos, mas nem todas as imagens são apropriadas. Posso ter todos os relacionamentos, mas há relações que não quero. Posso pensar tudo, mas há pensamentos que enxoto. Posso fazer todas as coisas, mas há coisas que não faço.

"'Tudo me é permitido', mas nem tudo convém. 'Tudo me é permitido', mas eu não deixarei que nada domine" - 1 Coríntios 6:12 (NIV).

domingo, agosto 21, 2016

Precisamos de uma nova geração de 'CRs'

"Jesus era conservador em relação à Escritura e radical em relação à cultura ao mesmo tempo. A mim parece-me que precisamos de uma nova geração de 'CRs', não designando Católicos Romanos, mas Conservadores Radicais."

In: John Stott. A Bíblia toda, o ano todo. Viçosa: Editora Ultimato, 2007, p. 174.

sexta-feira, agosto 19, 2016

A Escada da Graça



A ultimar o estudo bíblico para ministrar logo à noite na nossa igreja. Vamos estudar mais duas fases na vida de Jacó: A visão em Betel e quando O enganador é enganado (Génesis 28-31). É impressionante a maneira como Deus trata com os pecadores. Em vez de imediatamente recriminar e disciplinar o culpado aldrabão e fugitivo Jacó, vai-se manifestar a ele num sonho, derramando bênçãos e promessas gloriosas. A graça de Deus é incompreensível à nossa razão e "justiça" humana. A coisa mais assombrosa e que nos devia maravilhar, é a graça divina manifesta em Cristo. Jesus é aquela "Escada" que liga o céu à terra e a terra ao céu. Quem é tocado pela graça deve viver nela e espalhá-la. Pela graça divina, devemos trazer o céu à terra e levar os da terra para o céu.

domingo, agosto 14, 2016

Receber para dar graça

"A igreja é, acima de tudo, um lugar para receber a graça: ela reúne as pessoas perdoadas com a finalidade de equipar-nos para ministrar graça a outros."

In: Philip Yancey. O Eclipse da Graça. Editora Mundo Cristão, 2015, p. 94.

sexta-feira, agosto 12, 2016

A necessária humildade na liderança

Conta-se a história de que, no final do século 19, um grupo de pastores europeus participou de uma conferência bíblica do evangelista D. L. Moody, nos EUA. Seguindo o seu costume, os visitantes colocaram os sapatos do lado de fora da porta dos quartos antes de dormir, esperando que fossem limpos pelos funcionários do hotel. Quando Moody viu os sapatos, requisitou o serviço, pois sabia do costume dos hóspedes, mas não obteve resposta do hotel. Então, o evangelista recolheu todos os sapatos e limpou-os ele mesmo. Um amigo que fez uma visita inesperada ao seu quarto revelou o que Moody tinha feito. A notícia espalhou-se, e nas noites seguintes, outros revezaram-se na limpeza.

O estilo humilde de liderança desse pastor inspirou outros a seguirem o seu exemplo. O apóstolo Paulo lembrou a Timóteo: “...fortifica-te na graça que está em Cristo Jesus. E o que de minha parte ouviste através de muitas testemunhas, isso mesmo transmite a homens fiéis e também idóneos para instruir a outros” (2 Timóteo 2:1,2). Ao lembrarmos que a nossa força é resultado da graça de Deus, mantemo-nos humildes. Assim, com humildade, transmitimos a verdade de Deus ao sermos exemplo que encoraja e inspira outros a segui-lo.

Jesus é nosso exemplo de servidão. Ele entregou Sua própria vida por nós. Humildade é o resultado de conhecer a Deus e a si mesmo.


Recolhido hoje do Devocional Pão Diário.

terça-feira, agosto 09, 2016

Fogos estranhos

Nunca é a estação que é silly, a parvoíce pertence às pessoas.

domingo, agosto 07, 2016

A autoridade infalível da Bíblia

"Você pode exagerar a sua autoridade ao lidar com a Bíblia, mas não pode exagerar a autoridade da Escritura para lidar consigo. Você pode usar a palavra de Deus para chegar a conclusões erradas, mas você não consegue encontrar quaisquer conclusões erradas na palavra de Deus."

In: Kevin DeYoung. Levando Deus a sério. Editora Fiel, 2014, p. 45.

quinta-feira, agosto 04, 2016

Eu na cruz

O ego detesta a cruz de Cristo, ele sabe que morre ali. Ao contrário do que se pensa, não há individualidade genuína e feliz sem o EU ficar na cruz.