terça-feira, junho 21, 2016

Amando e perdoando

Não há relacionamento que se mantenha saudável sem amor e perdão. Seja no âmbito conjugal, familiar, no relacionamento com amigos, irmãos da fé ou colegas no emprego, a prática deste binómio amor/perdão é fundamental. A Bíblia repete teimosamente que precisamos amar e perdoar-nos uns aos outros. Mas se isto é assim tão importante, porque é que somos tão lentos e fracos em amar e perdoar? Na realidade, isto não nos é natural, nem é assim tão fácil como se diz ou pensa. Amar e perdoar tem um custo muito elevado - implica morrermos. Morrer para nós próprios, sairmos da concha das nossas razões e verdades. Requer que reconheçamos falhas, que abracemos quem nos ofendeu e avancemos. Pessoas imaturas e egoístas dificilmente perdoam e amam. Quando amamos, perdoamos.

As Escrituras dizem que o amor e o perdão procedem de Deus e do nosso relacionamento com Ele (1 Jo 4:19; Ef 4:32; Cl 3:13). Amamos, porque Deus nos amou primeiro. Perdoamos, porque Deus nos perdoou em Cristo. Mais do que meros sentimentos humanos, o amor e o perdão são sinais da presença graciosa de Deus em nós.

segunda-feira, junho 20, 2016

Conhecer melhor a graça de Deus

"O homem que conhece melhor a sua pecaminosidade, conhece melhor a graça de Deus. O homem que pensa que há muito pouca coisa errada nele, também acredita que pode endireitar-se facilmente, e com isso mostra que tem pouco, se é que tem algum, entendimento da graça."

Martyn Lloyd-Jones

sábado, junho 18, 2016

Entender bem o contexto

A Bíblia é um livro maravilhoso, mas a sua má interpretação pode gerar equívocos graves. Muitas das más interpretações surgem por não se considerar o adequado contexto bíblico em que as palavras foram escritas. Desconsiderar os contextos das Escrituras pode levar a erros grosseiros e heresias. O aviso solene da conhecida frase: “O texto fora do contexto serve sempre de pretexto”, continua pertinente hoje. A boa exposição bíblica considera sempre o fundo histórico/cultural, bem como o contexto da própria passagem, do livro e das pessoas envolvidas no quadro geral da revelação divina.

A Palavra de Deus é viva, eterna e actual, mas ela foi escrita inserida numa determinada conjuntura circunstancial. É verdade que os princípios espirituais do texto sagrado trespassam e transcendem a componente contextual, mas estou convencido que quanto mais percebemos os detalhes da História, melhor aplicamos os princípios espirituais na nossa história. Entender bem o contexto é meio caminho para aplicar e viver bem o texto.

quinta-feira, junho 16, 2016

Tento nos contentos

Algumas frases motivacionais para colocar em belos quadros no Facebook, Instagram, Google+ ou até mesmo no Twitter:

Por cair uma lágrima não acabam as tristezas.

A vitória nos matrecos ontem não garante o Euromilhões amanhã.

Pato não empata a pata.

A chuva da noite não impede nevoeiros matinais.

Mais vale um Angry Bird no ar do que dois porcos a voar.

Tento nos contentos e pouco contento nos tentos.


PS - Podem citar-me desde que citem o tipo de letra.

terça-feira, junho 14, 2016

Portugal, Portugal, Portugal!



Sempre a apoiar a equipa portuguesa. Força Portugal! #Euro2016

segunda-feira, junho 13, 2016

Antes que seja demasiado tarde

“Cinco minutos dentro da eternidade e nós desejaríamos ter sacrificado mais, chorado mais, clamado mais, confessado mais, amado mais, orado mais e ter dado muito mais.”

Leonard Ravenhill
(1907-1994 – Evangelista e escritor inglês)

quinta-feira, junho 09, 2016

Os fracos alicerces da aparência

O tempo, mais cedo ou mais tarde, acaba por fazer desmoronar a vida construída nos fracos alicerces da aparência.

segunda-feira, junho 06, 2016

Contando a história

Há uma história contada, por contar. É uma história de amor. Antiga e presente. Tantas histórias nos abatem, esta eleva-nos às alturas. Quanto mais a contamos mais apetece contar. Foi um feito sem igual. É a história real da portentosa graça de Deus. Ele entregou Jesus Cristo, o seu amado Filho, para morrer por nós e pelos nossos pecados. Morreu mas ressuscitou e vivo está. Vive para que recontemos a vitória da sua história. Vive para mudar a nossa história. Grato é contar a história do divinal favor.

Inspirado no Hino nº 90 - Conta a história, Hinos e Cânticos