quarta-feira, dezembro 10, 2008

Não acreditem em tudo o que lêem!

Recebo diariamente muitos e-mails de gente que desconheço a anunciar mundos e fundos, alguns a pedir outros a oferecer-me dinheiro. Muito Viagra, muita rede de amizade, ofertas milionárias de emprego, pedidos urgentes e desesperados para a causa evangélica como que se não ofertar, Deus não irá conseguir salvar mais pessoas. Claro que a maioria deste lixo os bons filtros do Gmail consegue apanhar, mas outros lá conseguem escapar.
Ontem foi a vez de uma benevolente embaixadora milionária com uma doença terminal prometer doar-me (só a mim!) toda a sua fortuna para a causa protestante. Amigos, sou crente mas não sou (completamente) papalvo. Além disso, cara embaixadora, se eu quisesse ser rico jogaria no Euromilhões, porque mesmo com a probabilidade do primeiro prémio sair ser de 1 para 76,3 milhões, sempre seria mais correcto e certeiro.

Querem um conselho (gratuito)? Não acreditem em tudo o que lêem na Internet ou que recebem por e-mail.

E agora façam um favor aos vossos amigos e conhecidos e repassem este poste até entupirem completamente as suas caixas de e-mails!

1 comentário:

Rubinho Osório disse...

Se estes golpes ainda acontecem na internet é porque alguém ainda é mais ganancioso que esperto e "cai" na conversa mole dos bandidos. Se cai porque é ganancioso, bem feito!!!