quarta-feira, fevereiro 22, 2012

E depois dos pseudo-feriados?

É relativamente fácil acabar por decreto com um feriado em Portugal. O difícil é proporcionar condições políticas, económicas e sociais para que haja trabalho condigno para todas as pessoas nos outros dias do ano.

2 comentários:

Jose Costa disse...

Amigo Jorge,
Não digas isso... Olha que o PPC e o Relvas são preocupados e querem que o país saia do sitio! Não vês que eles agora andam preocupados em colocar as pessoas certas (tachos...) nos síitos certos?

Jorge Oliveira disse...

Eu até acredito que PPC e mais um ou dois políticos até queiram que Portugal saia do buraco, o problema são os constantes tiros nos pés que não os deixam andar.
:)