terça-feira, agosto 09, 2011

Autoridade britânica



O homem de 26 anos, que tinha sido baleado num automóvel durante os tumultos de segunda-feira à noite em Londres, não resistiu aos ferimentos e morreu hoje. Esta manhã, a ministra britânica Theresa May disse que mais de seis mil polícias não foram suficientes para controlar os confrontos, incêndios e pilhagens destes três dias. Pediu aos pais que controlem os seus filhos. Durante anos o governo inglês incentivou um sistema social e educativo libertino, que denegriu e atacou a autoridade dos pais e das instituições. Agora, pede aos pais e à população para exercerem mais controlo e autoridade. Receio que seja um pouco tarde demais, especialmente para aquele jovem de 26 anos que morreu hoje.

2 comentários:

Rubinho Osório disse...

Acho que a coisa passa por aí e vai além: durante anos as autoridades afirmaram que o sistema era o melhor e agora, na crise, os mais frágeis ficam sem chão sob os pés; vem a revolta contra tudo o que existe, e a violência brota incontrolável.
Não basta controlar os revoltosos; é preciso outro sistema político-econômico-filosófico. O atual capitalismo neo liberal está falido.

Jorge Oliveira disse...

Sobra o anarquismo, Rubinho?