quinta-feira, abril 08, 2010

A oração é um mistério

Ontem à noite foi a reunião de oração da minha igreja. A oração é das coisas mais enigmáticas e inexplicáveis da vida cristã. Se Deus sabe e conhece tudo porquê orar? Não existem grandes respostas e talvez a mais satisfatória seja que Deus determinou que assim fosse. Deus escolheu ouvir-nos e atender-nos quando assim o entende. Não convencemos Deus e nem mudamos a sua soberana vontade com as nossas orações. Muito menos O obrigamos a agir ou a fazer o que Ele não deseja (é ridículo pensar assim).

Diferente de rezas repetitivas ou de um conjunto bonito de palavras religiosas ou místicas, a oração a Deus envolve sinceridade, fé, submissão, confissão, dependência, obediência, desconforto e muitas outras coisas que contrariam o nosso ego. Talvez por isso custa-nos tanto orar de uma forma autêntica e genuína.

É bom ter um tempo recolhido e específico para orar, mas mais do que reduzir a oração a um momento, a uma reunião, a um método ou a uma troca egoística de interesses, é preciso que a oração seja o estilo de vida do verdadeiro discípulo de Cristo. Exercício de desnudamento e espera. Tempo para aprender a respirar e viver melhor.

2 comentários:

The pescador disse...

Cara sucinto e muito objetivo isso tudo e mais um pouco é o que sinto ao parar para orar, Deus te abençoe e de revelações da palavra.

Jorge Oliveira disse...

Olá amigo Pescador.
Que Deus nos ajude a perseverar na oração.
Um abraço.