quarta-feira, outubro 07, 2009

"A gente sã do campo"


Eu sei que já vamos no Outono e eu gosto muito do Outono, mas apetece-me escrever acerca de uma das minhas leituras do verão.

A história da rapariga com uma perna de pau, que mudou o nome de Joy para Hulga. Inteligente, doutorara-se em filosofia e detestava as gentes e os lugares do campo, onde tinha que morar. “Nada é perfeito”, alertava Mrs. Hopewell, sua mãe.
Um dia chegou um rapaz alto e magro com uma mala preta para vender Bíblias. Quando a altiva rapariga, que dizia que não acreditava em nada, é seduzida e enganada pelo falso vendedor de Bíblias, vai constatar afinal que o rapaz não era assim tão são como a “gente sã do campo” e que tanto a religião mercantil como a filosofia egotista sempre foram grosseiros fiascos da verdadeira Vida.

Se eu tivesse que escolher um ponto alto das minhas leituras de férias, seria sem dúvida este conto genial de Flannery O'Connor.


Imagem: Vincent van Gogh Wheat Fields Painting

3 comentários:

alealb disse...

eu também gosto muito desse conto...
de vez em quando releio!
(já notei que temos o mesmo gosto nas leituras.)
beijos,
alê

Jorge Oliveira disse...

Olá Alealb,

Com tanto lixo que por aí anda, é bom saber que há um punhado de gente que ainda lê coisas boas.

Abraço

Rubinho Osório disse...

Boa dica! Manda pra Georgia do "O que elas estão lendo" http://elasestaolendo.blogspot.com/
Tem um dia do mes que publicam resenhas masculinas.