sexta-feira, dezembro 19, 2008

A verdadeira alegria

Os crentes mais santos que conheço são pessoas alegres. A vida abundante que Jesus prescreve para a humanidade é sem sombra de dúvidas uma vida que evidencia alegria contagiante e que está pouco formatada com as regras e rudimentos da maioria religiosa "séria". Simone de Beauvoir afirmou que "o homem sério é perigoso, pode transformar-se em tirano".
Existem também é certo, muitos palhaços religiosos que nada têm a ver com verdadeira alegria e prazer de viver, de que falo aqui. Por exemplo, alguém que tem um “EU” exacerbado e que vive em função de si próprio, será sempre uma pessoa com flutuações emocionais e pouco feliz. Não possui a verdadeira alegria divina, nem "joie de vivre" porque a alegria que brota de Deus volta-se para o outro.
Philip Yancey discorre neste artigo acerca do paradoxo, inventado por Jesus, que as pessoas mais cheias de vida demonstram isso abrindo mão da sua própria vida. Fazendo isto tornam-se nas pessoas mais alegres do planeta. Não foi isto que fez aquele que disse ser a Vida?

4 comentários:

Vilma disse...

Paulo já o dizia: Sejam alegres! Sempre!
Isso é possível, quando vivemos plenos do amor de Deus.
DVA

Jorge Oliveira disse...

Isso Vilma,
De recordar que a alegria também é uma manifestação do fruto do Espírito Santo (Gálatas 5:22).

Abraço

rubenita disse...

"porque a alegria que brota de Deus volta-se para o outro."

pronto!! é meu nick de msn da semana!! tremenda verdade!! bíblia pura!! "nisto conhecerão se são meus discipulos: se vos amardes uns aos outros."

valew, jorge!

bom natal!

Jorge Oliveira disse...

Agradeço a citação Rubenita.

Que tenhas também um excelente Natal juntamente com a tua família.

Abraço