quinta-feira, setembro 18, 2008

Diz que é uma (ou mais) espécie

Na passada terça feira o Director de Educação da Royal Society do Reino Unido, o Professor Michael Reiss, biólogo e ministro ordenado da Igreja Anglicana, disse que os professores de Ciência deveriam considerar o criacionismo “não como uma concepção errada, mas como uma visão do Mundo”. Na sequência destas afirmações o Professor Reiss foi forçado a renunciar ao cargo e a demitir-se. Na segunda-feira, o reverendo Malcom Brown, da Igreja Anglicana, alegadamente afirmou que a instituição devia desculpas a Darwin pela maneira como suas ideias foram recebidas na Inglaterra.
Nesse mesma terça-feira, o Vaticano, pela voz do arcebispo Gianfranco Ravasi, afirmou que a teoria da evolução é compatível com a Bíblia e que a Igreja Católica nunca condenou o naturalista Charles Darwin por suas ideias.

São as teorias, as práxis e as incongruências da espécie.

2 comentários:

jose carlos disse...

Ainda bem que há quem tenha coragem de afrontar o "lobby" evolucionista.
Esses, regra geral, pagam caro o seu apego à verdade

Gago_RJ disse...

Concordo, José Carlos. Ainda a pouco tempo atras, minha mãe me criticou por um video que eu assistia sobre criacionismo. Dai percebi que nada que vá contra contra o que se é pregado nas escolas, em relação a esse credo mentiroso e incomprovado, pode ser contestado sem represarias.