segunda-feira, abril 07, 2008

A história do homem cego, que pensava que via tudo

Saulo pensava que sabia tudo, que tinha uma visão clara e perfeita de todos os assuntos, principalmente os espirituais. Um dia, na estrada sanguinolenta de Damasco, uma Luz refulgente cercou-o, deitou-o por terra e cegou os seus olhos. Aquela Luz iluminou o seu coração e cegou-o. Passados três dias, Ananias, um homem cheio da tal Luz, foi enviado para tocar os olhos cegos de Saulo. Quando Ananias impôs as mãos ao homem que pensava que via tudo mas que sempre tinha sido cego, umas escamas caíram-lhe dos olhos e Saulo, agora Paulo, começou efectivamente a ver. Começando a ver, começou a viver.


Baseado em Actos 9:1-20

2 comentários:

alealb disse...

amei o modo como descreveu o texto.
e não somos todos nós cegos, que pensamos ver tudo e vi viver, até um ponto da nossa estrada em que, ai sim, começamos a ver e viver?
beijos,alê

Dinocas disse...

A cegueira que aqui tão bem descreves, tem em anexo a falta de humildade...que Deus continue a ter misericórdia de nós e nos vá abrindo os olhos para que tenhamos vidas verdadeiras!