sexta-feira, setembro 28, 2012

Lições do deserto


Não é por acaso que é mais difícil caminhar nas areias do deserto do que por terra firme. A progressão no deserto é lenta, desgastante e penosa. As areias quentes do deserto não pretendem ser a chegada, antes a passagem para os pastos verdejantes, a terra frutífera e o caminho firme. A secura, a solidão, o desencanto e o cansaço inerentes ao deserto servem para redescobrirmos Deus, nos encontrarmos connosco próprios e para valorizarmos mais a água viva. O Outro. A jornada tornar-se-á perdida e mesmo mortal, se não aprendermos as preciosas lições do deserto.

1 comentário:

Ricardo Dondoni disse...

Com certeza, uma excelente reflexão, JO! Grande profundidade em poucas palavras.