segunda-feira, março 12, 2012

A paz que eu sinto em minha alma

Esta paz que eu sinto em minha alma,
Não é porque tudo me vai bem.
Esta paz que eu sinto em minha alma,
É porque eu sigo a Alguém fiel!

Não olho circunstâncias,
Não, não, não, olho o seu amor
Não me guio por vista, alegre estou!

Este gozo que eu sinto em minha alma,
Não é porque olho ao meu redor.
Este gozo que eu sinto em minha alma,
É porque eu louvo ao meu SENHOR.

Ainda que a terra não floresça,
E a vide não dê o seu fruto.
Ainda que os montes se lancem ao mar,
E a terra trema, eu hei de confiar!


Costumamos cantar este corinho na nossa igreja. Existe uma grande diferença entre caminhar por aquilo que se vê e pelo que se crê. A paz, o regozijo e o animo crescente que sinto na minha vida, não provém das emoções, das considerações humanas ou das circunstâncias positivas (na realidade, algumas delas são agrestes e adversas). Esses sentimentos, que são mais do que emoções, "não é porque tudo me vai bem", antes, advêm do facto de eu saber que o "meu SENHOR" está comigo e eu estou n'Ele. Sinto paz e alegria porque sei que o Deus de amor está comigo. Mesmo que a terra trema, nada temerei. Como diz o Salmo 118, "O SENHOR está comigo; não temerei o que me pode fazer o homem."

4 comentários:

Vilma disse...

Gosto muito deste corinho e ele é muito entoado na nossa congregação. :)

Jorge Oliveira disse...

Olá Vilma.
Fico contente por a tua congregação também o cantar. É um corinho antigo e bastante simples, mas cheio de significado.

Quem ainda não conhecer a melodia pode escutá-la, por exemplo, AQUI.

Lu Rodrigues disse...

Achei o vídeo com a música!!

http://www.youtube.com/watch?v=g-K1_WtUABM&feature=related

Jorge Oliveira disse...

Lu,
Se tivesses clicado no AQUI do meu comentário não tinhas perdido tanto tempo, porque é precisamente o mesmo vídeo!

eheheheh