domingo, setembro 11, 2011

A fé é o caminho de Deus até nós

Aludindo o livro de Søren Kierkegaard "Temor e Tremor", Eugene Peterson relembra que a prova de Abraão no Monte Moriá não deixou espaço para um desvio fácil, uma alternativa confortável, antes adverte-nos contra toda a tentativa de banalizar a fé, transformando-a num passeio de férias nas montanhas, ou num lugar de influência da cidade, ou num parque de diversões nos arredores. Conclui dizendo que "o caminho da fé não serve as nossas fantasias, nossas ilusões ou nossas ambições. A fé não é o caminho para Deus segundo as nossas estipulações; é o caminho de Deus a nós segundo o que Ele determina."

In: Eugene Peterson. O Caminho de Jesus e os atalhos da Igreja. São Paulo: Editora Mundo Cristão, 2009, p. 71.

2 comentários:

Rubinho Osório disse...

Seja bem vindo, digo, benvindo? ou bem-vindo? Ah, welcome back!

Jorge Oliveira disse...

Cá no burgo eu digo bem-vindo, mas com estas mariquices do novo acordo vale tudo.
:)