segunda-feira, janeiro 18, 2010

Creio no Deus soberano

Prefiro mil vezes acreditar no Deus soberano que cria e controla o mal, do que num deus lacrimoso que se surpreende e pasma com o mal.

8 comentários:

Rubinho Osório disse...

Volto ao argumento que tenho usado mil vezes pela blogosfera afora:
Por que não posso crer em ambos?

Jorge Oliveira disse...

Neste caso penso que não é possível Rubinho, porque são contraditórios. Um deus que "se surpreende com o mal" não era um Deus soberano e omnisciente.

Rubinho Osório disse...

Pergunto, Jorge: Acaso Deus precisa se encaixar em nosso molde racional-físico-espiritual?
O que é "contraditório" hoje pode ser apenas "paradoxal" amanhã.
Como foi o caso da luz: é onda ou partícula? Sabemos agora que ela "é" ambas.
Não seria Deus tudo o que sabemos dEle e mais?

Jorge Oliveira disse...

Deus não tem que se encaixar em nada do que pensamos, dizemos ou imaginamos dele. Sei muito pouco, que é para não dizer nada, de Deus.

Deus é transcendente e muito melhor e maior do podemos imaginar. Mas Ele também é um Deus que se revela, e a melhor fonte de revelação conhecida para se perceber um pouco de quem é Deus é a Bíblia. E para quem lê e acredita na Bíblia sabe que Deus não só cria e controla misteriosamente o mal (Isaías 45:7) mas também nada nem ninguém o pode surpreender, porque Ele sabe e conhece tudo.

Os homens sempre quiseram fazer de Deus um homem, à sua imagem e semelhança. Mas Deus sempre foi e será Deus.


"Porque os meus pensamentos não são os vossos pensamentos, nem os vossos caminhos, os meus caminhos, diz o SENHOR. Porque, assim como os céus são mais altos do que a terra, assim são os meus caminhos mais altos do que os vossos caminhos, e os meus pensamentos, mais altos do que os vossos pensamentos." (Isaías 55:8-9)


Um abraço Rubinho

Rubinho Osório disse...

Também "o Verbo se fez carne e habitou entre nós"; e "Jesus chorou"; sentiu Sua alma angustiada.
As duas posições são encontradas no "Livro".
Não é?

Jorge Oliveira disse...

Rubinho,
Tem que se ler bem o que eu escrevi.

Não estou a falar das emoções de Jesus ou de Deus, mas com o conhecimento/desconhecimento de Deus com relação ao mal e ao sofrimento.

Paula disse...

Achas que foi Deus que criou o mal?

Jorge Oliveira disse...

Acho (Isaías 45:7).