quinta-feira, março 12, 2009

Os computadores são como as mulheres

Ontem à noite não conseguia imprimir na nossa impressora de casa. Depois de confirmar as ligações dos cabos e analisar eventuais erros, decidi eliminar e reinstalar os drives da impressora. Quase no final da instalação, deu erro. Repetir tudo. Erro. ReReReinstalar. No longo processo de instalação só me vinha à mente o penoso pensamento: “Vou ter de formatar o disco...”. Estou habituado, mas diante de uma semana preenchidíssima preocupava-me a perda de tempo que isso implica. Sempre que tentava ligar a impressora as portas USB do computador não a reconheciam. Passado um tempo já nenhuma porta USB estava a funcionar. Cansado e frustrado resolvi ir dormir.

Já deitado, entreguei este caso ao Senhor em oração. Disse-lhe que não percebia o que estava a acontecer e pedi-lhe ajuda. Declarei a minha confiança nele. E adormeci (acho que antes de dizer o ámen final).

Hoje de manhã antes de sair, liguei o computador e incompreensivelmente (para mim) as portas USB já funcionavam e a impressora imprimiu a página que eu precisava. Milagre? Talvez não. Não entendo o que se passou, até costumo dizer que os computadores são como as mulheres, nem sempre os entendo. Uma coisa tenho a certeza, Deus atende e supre as nossas necessidades e responde sempre às nossas orações. E que grande alegria e descanso isso é.

8 comentários:

rubenita disse...

milagre com certeza não foi!!

a única coisa que deveria ter feito, depois de reinstalado-a, era REINICIAR seu computador!!! (se fez isso ao menos não mencionou na postagem!!). é simples e básico!

qto a nós, mulheres (não tão simples e básicas!!), vale postar que “existe um fosso, um imenso fosso, entre saber algo intelectualmente e sabe-lo emocionalmente.” hahahahahah!!

sua leitora de SAMPA/brasil

ruby

Vilma disse...

Concordo contigo, sem dúvida.
Tal como os computadores, uma mulher tem sempre algo de novo a ser descoberto nela! ;)

Jorge Oliveira disse...

Cara amiga Ruby

Não mencionei no poste mas de facto foi a primeira coisa que fiz: reiniciar. De facto reiniciei várias vezes, lol.

Agora o que era mesmo bom era as mulheres trazerem "de fábrica" um botão de desligar, sei lá no umbigo? Ou então um botão de volume. Ehehehehehehe


Um abracinho

rubenita disse...

bom, vc deve estar se referindo as mulheres portuguesas, né??!!! rsrsrsrs!!! pq das brasileiras os homens não reclamam, não!!!

"Ehehehehehehe"

ruby

Maria João disse...

Sim, Ele mostra-nos sempre o caminho.


Quanto às mulheres serem como os computadores ... Pois ... Nós mulheres dizemos o mesmo dos homens!!! Mas, não vivemos uns sem os outros! Lool!!!! :)


Um abraço

Lou Mello disse...

Rapaz, o Raniel me disse que no céu não existem computadores. Isso os deixa na maior saia justa, dado o número de orações diárias que lá chegam relacionadas a computadores e seus operadores. O que você precisa entender é que computadores precisam dormir, de vez em quando. No dia seguinte eles voltam ao normal. Como as mulheres, claro. :)

Jorge Oliveira disse...

Vilma,
Acho que foi por isso é que deram o nome ao mini-computador português Magalhães. Maria de Magalhães.
:)


Maria João,
Eu que vivo rodeado de mulheres (e de computadores): mãe, mulher e duas filhas sei que não sou nada sem elas (e sem eles).


Lou,
e alguns (o meu por exemplo) ressonam bastante alto!
Eheheheh

Rubinho Osório disse...

Meu pai diz que não cria em bruxarias até o advento do computador...
Também dizia que é bom que não entendamos as mulheres, caso contrário, perderiam a graça... (ao que minha mãe tasca-lhe um safanão!)