quarta-feira, dezembro 10, 2008

"Rigor mortis"

Era um cumpridor tão rigoroso e escrupuloso da Bíblia que só perdoava até às 490 vezes. Nada mais do que 70 x 7.

1 comentário:

Rubinho Osório disse...

O problema não é perdoar só 490 vezes. É manter o "score". A gente perde a conta!!!