segunda-feira, outubro 20, 2008

"Sticky Church"

O Pastor Larry Osborne, da Igreja North Coast, Califórnia, enfatizou no seu último livro, "Sticky Church" ("Igreja Pegajosa"), a importância de manter as pessoas na Igreja em vez de apenas alcançar pessoas. No que diz respeito a fazer crescer uma igreja saudável, o Pastor Larry Osborne não se foca na porta de entrada para ver como pode atrair grandes multidões e arrebatá-los com um programa especial. Os seus olhos focam-se em grande parte na porta dos fundos. “Em vez de alcançar 100 pessoas, 20 das quais mantemos, eu preferiria alcançar 50 pessoas, 40 das quais mantemos,” disse ele ao Christian Post.

Apesar da inovação desempenhar um papel-chave no seu ministério para os mais de 7.000 participantes em cada fim-de-semana, Osborne não está concentrado na próxima grande novidade. Em vez disso, o seu coração está interessado em conquistar as pessoas para um crescimento espiritual a longo prazo. Trata-se de manter as pessoas fechando a porta dos fundos da igreja e desenvolvendo o que ele apelida de uma “igreja pegajosa.”

Na verdade, Jesus não pediu às igrejas para atraírem grandes multidões ou para apenas inscrever pessoas. “Ele disse-nos para fazer discípulos,” diz Osborne no seu livro.

Via Diário Cristão.

3 comentários:

Viviana disse...

Olá Jorge,

Muito interessante.

Nos dias que correm´será bom reflectir-mos sobre isto.

Senão...

Como cumpriremos a Grande Comissão?

Um abraço
Viviana

Vilma disse...

Não sei se isso agradaria a alguns ... uma Igreja Peganhenta!
Uma Igreja Colante... ! Hummm.. não sei não!

Brincadeiras à parte, também creio que 1ª. há que crescer dentro da Igreja e dentro de cada um, para que esse crescimento resulte depois em "peganhar" outros.
E uma das coisas que falta muito nas igrejas é o discipulado, o acompanhamento.
Vale a pena pensar nisso.
DTA

soffs disse...

Carissimo...
Não se se estamos peparados para tão grande responsabilidade...
É urgente ter este sentido , contudo...não sei não...