quarta-feira, outubro 01, 2008

O "bom" cristão

Dava-se mal com a mãe, o pai, os irmãos, os vizinhos e a maior parte dos colegas de trabalho, mas continuava a alimentar a estapafúrdia ideia que era um bom cristão e que só procurava fazer o bem a todos.

6 comentários:

alealb disse...

:)
:)
muito bom!!!!
:)
isso nao seria no plural, jorge?
beijos,
alê

jaime fernandes disse...

...e não me digas que também era professor da Escola Dominical e "subia" ao púlpito para dar uns sermões sobre relacionamentos?

Jorge Oliveira disse...

Aleab e Jaime,

Não se esqueçam que isto é apenas um pequeno conto de ficção. São coisas que não existem!

:)))

(o teu argumento Jaime também não estava mal, mas ainda é mais surrealista!)

soffs disse...

hahahaha.
É pah...isto são histórias...
hahahahhaahahahahah

osátiro disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Alice disse...

sempre me encanto nesse teu canto !!


bjkas