segunda-feira, julho 07, 2008

O negócio da espiritualidade

A espiritualidade continua a suscitar muito interesse nestes dias pós-modernos. Basta olhar para o Top de livros mais vendidos da FNAC, para constatar que a temática espiritual está no topo da procura. "O Segredo", de Rhonda Byrne, está em primeiro lugar, já vendeu mais de 350 mil exemplares em todo o mundo; em segundo lugar Mia Couto, com os seus "Venenos de Deus - Remédios do diabo", em quarto lugar o livro de Alexandra Solnado, "Mais Luz - Pergunte, o Céu Responde"; em sétimo lugar de vendas, está Luísa Castel-Branco que escreve acerca da "Alma e os mistério da vida".
O Homem anda à procura Deus. Procura Deus e ajuda em livros esotéricos, em livros com histórias sobrenaturais, livros de auto-ajuda, livros religiosos, mas que pouco ou nada valem, ajudando apenas a promover e a enriquecer a quem os escreve.

O negócio da espiritualidade vende bem porque, mesmo nesta era tecnológica, individualista e ateísta, o Homem continua com necessidades espirituais e, algumas vezes sem saber, anda desesperadamente à procura de Deus. O grande escritor Dostoiévski já dizia que: "O homem possui dentro de si, um vazio do tamanho de Deus." Nessa procura desenfreada, o Homem tenta encaixar muitas coisas erradas e desviantes, precisamente porque nem toda a espiritualidade é boa e aponta para o verdadeiro Deus. "Há caminho que parece direito ao homem, mas o seu fim são os caminhos da morte" (Provérbios 16:25). Só quando o Homem é encontrado pela graça de Deus e compreende a obra perfeita e redentora de Jesus Cristo, se vai sentir preenchido e verdadeiramente feliz. Existe apenas um Caminho para Deus, revelado pelas Sagradas Escrituras, "disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida. Ninguém vem ao Pai senão por mim." João 14:6.

6 comentários:

di disse...

Jesus não é um negócio...é grátis.
E aqui aplica-se o ditado: "quando a esmola é grande o pobre desconfia".

Beijoscas e DTA

P.S. Só para que conste, ganhei o concurso dos 50's.

Jorge Oliveira disse...

Muitos parabéns.
Estavas um espectáculo (tipo anos
50! lol)
Eu "votei" em ti!
:)

The King is alive!


Bjs e abraços ao Zé.

Viviana disse...

Sabe Jorge,

Ontem, na Igreja Ev. Baptista das Boas - Novas na Amadora, onde o "meu" Jorge é Pastor...celebraram-se os 26 anos de existência da vida da Igreja, e o Pastor convidado, Samuel Quimputo, da Igreja E. Baptista de Sete Rios -Lisboa - na poderosa mensagem que transmitiu da parte de Deus, contou-nos que há dias ouviu um político de renome, que por sinal é tambem poeta... dizer ao seu entrevistador, que costumava de vez em quando ler a Bíblia, e quando o entrevistador lhe perguntou porque lia...ele respondeu que apenas lia, porque encontrava alguns temas interessantes para fazer poemas.

O pregador disse:

Que pena!

Ele apenas encontra na Bíblia inspiração para os seus poemas!

Não consegue encontrar mais nada do que isso!

um abraço
Viviana

Vilma disse...

É verdade o que afirmas.
Eu percebo nisso uma grande fome e sede de Deus entre as pessoas.
Infelizmente, há os que se aproveitam disso e lucram com isso.
Esses darão contas a Deus dos seus actos, sejam qual a religião ou filosofia.
Mas uma coisa é certa: Deus mesmo afirma que quem O busca de todo o coração, O encontrará.
Eu mesma sou o resultado do alcance do amor e graça de Deus, pois antes de O encontrar, busquei-O em muitos lugares, religiões e filosofias, até ter o meu encontro pessoal com Cristo.
Deus alcança todos os que têm fome e sede dele.
Ainda que as vozes se silenciem, as pedras clamarão.
E eu dou graças a Deus por isso, por Ele não se limitar a nada e nem a ninguém para libertar todos os que se encontram em trevas.

Jorge Oliveira disse...

Viviana,

Livros e poetas há muitos e é lamentável que se leia a Bíblia como um mero livro qualquer (porque de facto não é), mas que nesse processo, o Espírito Santo possa iluminar e transformar a leitura, revelação e esse poeta nasça de novo para a vida eterna.


Muitos Parabéns à Igreja Ev. Baptista das Boas - Novas na Amadora e ao seu Pastor e família.

Abraço

Jorge Oliveira disse...

Vilma,

Obrigado por compartilhares um pouco do teu testemunho.
Só mesmo Deus nos pode salvar.
Que Ele continue a abençoar a tua vida.

Abraço