quinta-feira, junho 05, 2008

A vida cristã normal

Os que vivem a vida num permanente e jactancioso triunfalismo barato, nunca poderiam ter escrito o salmo 42. "Por que estás abatida, ó minha alma, e por que te perturbas em mim?"; "Direi a Deus, a minha Rocha: Por que te esqueceste de mim? Por que ando angustiado por causa da opressão do inimigo?"

Contudo a inquietação, a dúvida e o abatimento fazem parte da vida cristã normal. Mart De Haan assevera que “uma história recorrente da Bíblia é que montanhas de fé erguem-se dos vales do fracasso. Antes de descobrirmos os lugares altos que procuramos, podemos ter de ver o fracasso dos sonhos que guardámos nos nossos vacorações e confiarmos então no amor, sabedoria e conselhos do nosso Deus.”

Perante tais sentimentos tormentosos de derrota e fracasso que podem assolar a nossa alma, continuemos a clamar, confiar e esperar em Deus. O salmista que escreveu o Salmo 42 também sabia que "O SENHOR mandará de dia a sua misericórdia"; "Ele é a salvação da minha face e o meu Deus." Ele está perto dos abatidos, para os sarar e levantar.

3 comentários:

bete pereira da silva disse...

Sim.

rubenita disse...

o salmo 42, escrito por um dos 10 descendentes de coré, corresponde ao livro de êxodo e o assunto principal é a ruína de Israel...

mas com toda a certeza, sendo nós o Israel de Deus hoje, diante da "ruína" espiritual que se abate dentro e fora de nossas igrejas, podemos dizer: "Ele é a salvação da minha face e o meu Deus."

Jorge Oliveira disse...

É Rubenita,
E não é só este Salmo que expressa esta mistura de sentimentos de desânimo, desalento e angústia, muitos outros Salmos e outros textos das Escrituras expõem a realidade da vida cristã normal.

Mas quando o crente atravessa o vale da sombra da morte, não teme mal algum, porque sabe que O seu Salvador e Senhor continua com Ele (Salmo 23).

Abraço