segunda-feira, abril 14, 2008

Os amigos de Jó

"Conselhos bem-intencionados às vezes podem fazer mais mal que bem. O comportamento dos amigos de Jó dá um exemplo clássico de como o orgulho e a sensação de estar certo podem reprimir a verdadeira compaixão. Os amigos repetiam frases muito espirituais e discutiam teologia com Jó, insistindo em suas teorias erradas sobre o sofrimento (crenças que existem em abundância hoje). A resposta de Jó é esta: ‘Se tão-somente ficassem calados, mostrariam sabedoria.' (Jó 13:5). Descobrimos que o maior sinal de compaixão que os amigos de Jó deram foi no início, quando se sentaram com ele em silêncio por sete dias"
In: Philip Yancey. A Bíblia que Jesus lia. São Paulo: Editora Vida, edição revista e actualizada em 2006, p. 67.

1 comentário:

Luiz Henrique Matos disse...

Jorge, excelente.

Philip Yancey é demais.

Li o livro, mas não me lembrava dessa frase... será útil esse semana.

Um abraço,
Luiz Henrique Matos