sexta-feira, fevereiro 08, 2008

Santos com cara amarrada

Teresa de Ávila fez um dia uma oração curiosa: "Poupa-nos, Senhor, de tolas devoções e de santos com cara amarrada". Não sei se me incomoda mais a extravagância superficial de alguns protestantes hodiernos, se o legalismo feroz dos tristes religiosos com cara de cafeteira. Santos com a cara e o coração amarrados.

6 comentários:

Vilma disse...

É verdade.
Como um programa que vi, na SIC, numa entrevista com uma ma~e e filhas, em que se dizima cristãs, mas que odiavam gays, que não eram amigas de ninguém a não ser de outros cristãos, e que odiavam todos os que não eram cristãos.
O ódio delas era lamentável... o fanatismo e a letra matam e geram aquilo que se vê nos dias que correm.

Jorge Oliveira disse...

É triste Vilma.
A história da cristandade está lamentavelmente recheada de lutas rancorosas, intolerâncias e fanatismos odiosos, a coberto da defesa da "mais pura religião". Que Deus tenha misericórdia de cada um de nós.

Júnior disse...

Podes crer!Concordo em que de facta há muita suprficialidade mesmo.Mas a cara feia foi demais hehehehe é só repararmos que lá estão eles em cada comunidade e grupo.

..caRla.. disse...

Em relação ao tema, são "santos" que precisam de umas palmadas espirituais para irem ao lugar. O mundo já entrou pela Igreja (corpo) a dentro e não ao contrário!

mas o meu comentário tem a ver com o "rádio"!

Que belo regalo que é estar aqui a ouvir as músicas! E existem umas que andei à procura mas não encontrei... muito bonitas!

(Em relação ao meu post, sim, ria e ameaçava o camara-man de porrada violenta e gratuita se me filmasse! lol)

otdx disse...

Jorge, agradeço a visita e o link no seu blog.

Que Deus tenha misericórdia desses "santarrões", e que nos livre de cair na mesma lama.

Abraço.

Jorge Oliveira disse...

Olá Carla,

Relativamente ao Rádio (PodCast), agradeço os elogios musicais. Se quiseres alguma das suas músicas podes copiar o meu PodCast (http://jorge.oliveira.tripod.com/id38.html), ou então manda-me um mail com o pedido da música.

Abraço